Doar um pouco de si é receber muito mais de todos

Wednesday, December 5, 2018


Ser voluntário ajuda a desenvolver competências profissionais, melhora o desempenho no trabalho, além de enriquecer o currículo 

Quem pensa que ser voluntário é dar muito mais de si mesmo do que receber está enganado. Quem doa amor, tempo e dedicação a uma causa recebe, em troca, a satisfação de simplesmente fazer o bem. Benefício que abre o olhar ao mundo e desenvolve competências que melhoram também o desempenho profissional. Segundo artigo da consultora Cíntia Bortollo, colunista de portais especializados em RH, existem algumas habilidades que são desenvolvidas com a prática do voluntariado.

Comprometimento: Para ser voluntário, é preciso manter um compromisso com horário e disponibilidade de tempo. É necessário saber que outras pessoas dependem deste compromisso e, por isso, é tão importante! Jogo de cintura: Em situações de pressão ou de muitas variáveis e incertezas, temos de demonstrar flexibilidade e adotar uma postura de quem vê oportunidades ao invés de problemas. Trabalho em equipe: O fato de depender de outra pessoa para que seu trabalho fique melhor ou mais veloz, faz com que você demonstre influência, reconhecimento do outro e humildade. Respeito: Respeito é uma premissa para trabalhar com outras pessoas. Portanto, se for seguida a máxima de que respeito vem em primeiro lugar, ao se trabalhar com outras culturas ou pessoas que têm diferentes pontos de vista, a base estará estabelecida. 

Dia Internacional do Voluntário. A Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, no ano de 1985, o dia 5 de dezembro como Dia Internacional do Voluntário para promover ações de voluntariado em todas as esferas da sociedade. Aqui no Brasil, o Governo Federal lançou, em agosto deste ano, o Viva Voluntário, um Programa Nacional de Voluntariado apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, a fim de incentivar o envolvimento da população em ações que transformam a vida das pessoas e do país.