Histórico

Com um projeto audacioso, em 2012, foi criada a AB Concessões: uma das maiores empresas de concessão de rodovias do Brasil, que já nasceu com reconhecido know-how por incorporar em seu portfólio as capacidades, tradições e visões empreendedoras dos seus acionistas e que tem como controlador um dos maiores Grupos de concessões rodoviárias do mundo - o Grupo Italiano Atlantia. Essas habilidades competitivas, que se consolidaram por décadas de experiência na Europa e na América Latina, garantem à AB Concessões crescimento e perpetuação do negócio, com investimentos de longo prazo na execução de contratos de administração de rodovias.

Posicionada entre as líderes do Brasil no setor, a AB Concessões administra mais de 1.500 quilômetros de vias por meio de suas concessionárias: AB Triângulo do Sol, AB Colinas e Rodovias do Tietê (50%), no Estado de São Paulo, e AB Nascentes das Gerais, em Minas Gerais. Principalmente pela localização estratégica privilegiada, as rodovias da AB Concessões se destacam como essenciais para a economia e o desenvolvimento social: levam e trazem o capital gerador de riquezas, incluindo boa parte da produção do agronegócio; atraem novos empreendimentos para as regiões nos perímetros rodoviários e geram recursos financeiros, por meio do pagamento de ISSQN, que são destinados a vários municípios.


Grupo Atlantia

O Grupo Atlantia inicia sua história em 1950, quando, por iniciativa do governo italiano, cria-se a Società Autostrade-Concessioni e Costruzioni S.p.A. Às vésperas de comemorar meio século de existência, em 1999, a Società Autostrade é privatizada, na maior operação mundial de uma empresa do setor. Em 2003, da desincorporação das atividades em concessão cria-se a Autostrade per Italia S.p.A, totalmente controlada pela Autostrade S.p.A. E em 2007, a Autostrade S.p.A transforma-se em Atlantia S.p.A. Em 2013 houve a fusão com a Gemina, operadora do aeroporto de Roma.

A Atlantia é o maior grupo no segmento de operação de rodovias da Itália que, em conjunto com suas subsidiárias, caracteriza-se por um dos maiores players do segmento no mundo. É um Grupo de capital aberto, com ações negociadas na Bolsa de Valores de Milão. Administra cinco mil quilômetros de rodovias com pedágio na Itália, Brasil, Chile, Índia e Polônia. São cinco milhões de usuários por dia.

Entre 2016 e 2029 serão 14 bilhões de euros de investimentos em rodovias, dos quais 5,3 bilhões já autorizados pelas autoridades competentes. No caso de aeroportos sob sua administração serão 2,6 bilhões.