AB Concessões figura entre as melhores e maiores empresas do país

Friday, August 11, 2017


A AB Concessões obteve um resultado positivo na avaliação de dois dos principais anuários que avaliam o desempenho global de Grupos e empresas do país. Por mais um ano, o Grupo AB Concessões e suas concessionárias estão presentes no Guia Exame das Melhores e Maiores e no Guia Época Negócios 360°. 


Guia Época Negócios 360°

Em sua sexta edição, o anuário Época Negócios 360º é feito em parceria com Fundação Dom Cabral e a Boa Vista SCPC. Além da "Empresa do Ano", foram premiadas outras campeãs escolhidas em 27 setores da economia e seis vencedoras nas dimensões: desempenho financeiro, governança corporativa, capacidade de inovar, visão de futuro, práticas de RH e responsabilidade socioambiental. 

A AB Concessões figura, nesta publicação, no 207° lugar entre as 300 melhores do Brasil, ranking que avalia a pontuação de cada empresa em seis dimensões: Desempenho Financeiro, Governança Corporativa, Capacidade de Inovar, Responsabilidade Socioambiental, Visão de Futuro e Práticas de RH. No ranking setorial, que avalia as cinco melhores empresas dentro destas seis categorias, o Grupo conquistou o segundo lugar em Desempenho Financeiro e quarto lugar em Visão de Futuro. 

Já entre as 500 maiores empresas do país por receita líquida, que contem indicadores financeiros e gerenciais, além do ranking de bancos e seguradoras, a AB Concessões conquistou a 398° posição.  

Neste ano, 915 companhias mostraram interesse em participar do questionário, das quais 350 se dispuseram a chegar ao fim das mais de sete centenas de perguntas. "É uma radiografia mesmo", afirma Darcio Oliveira, diretor de redação da "Época Negócios". Os números no anuário divulgado referem-se ao desempenho das empresas em 2016. 

O objetivo do anuário 360° é premiar, não necessariamente as maiores empresas, ou as mais rentáveis, mas aquelas consideradas as melhores, segundo Oliveira. "A ideia era tentar fazer um anuário que fugisse um pouco das métricas sobre desempenho financeiro e levasse em conta questões como capacidade de inovar da empresa, avaliando a saúde dela de uma maneira mais ampla", diz. Para isso, a revista envia um questionário de mais de 700 perguntas para centenas de companhias. O resultado é o ranking 360°, com as 300 mais bem colocadas na pesquisa.


Guia EXAME das Melhores e Maiores 2017

A edição 2017 de Melhores e Maiores, de EXAME, foi feita com a avaliação dos dados de mais de 3.000 empresas, além dos maiores grupos privados do país. O conjunto compreende todas as que publicaram demonstrações contábeis no Diário Oficial dos estados até o dia 15 de maio de 2017. Também estão incluídas as companhias limitadas que enviaram seus resultados para análise de Melhores e Maiores e responderam aos questionários. Foram consideradas, ainda, empresas de porte significativo e bem conhecidas no mercado, que não divulgam seus resultados, mas tiveram seu faturamento estimado por nossos analistas.

Entre as 1.000 maiores empresas avaliadas por receita líquida, em 2016, A AB Triângulo do Sol subiu nove posições no Guia, saindo do 968° lugar, em 2015, para a 959°posição. Já a AB Colinas passou da 922° classificação, em 2015, para o 870° lugar no ranking de 2016 - uma conquista de 52 posições. 

Para elaborar a lista das 500 maiores empresas e mais uma lista complementar com outras 500 empresas, totalizando 1.000, o critério de classificação utilizado é o das vendas líquidas. Todos os valores publicados estão ajustados - considerando a variação da inflação - para o dia 31 de dezembro de 2016. Essa padronização evita que sejam prejudicadas ou beneficiadas empresas cujo fechamento do balanço ocorre em data anterior ou posterior às da maioria.

O Guia EXAME das Melhores e Maiores 2017 tem por objetivo medir o desempenho das empresas individualmente com base as demonstrações individuais e não as consolidadas. 

A equipe de Melhores e Maiores faz os cálculos que permitem classificar as concorrentes em cada setor e identificar a de melhor desempenho ponderado nesse conjunto de indicadores. A metodologia de cálculo consiste em atribuir pontos pelo desempenho relativo em cada indicador ? 10 para o primeiro lugar, 9 para o segundo, e assim sucessivamente até o décimo, que fica com 1 ponto. Os pontos, por sua vez, são multiplicados por um peso atribuído a cada indicador. Adicionalmente, a empresa pode receber um bônus de pontos por ter figurado em outros guias publicados por EXAME. Confira aqui mais informações sobre o anuário, indicadores de desempenho e seus respectivos pesos.