AB Colinas inicia duplicação de trecho da SP-300 em Porto Feliz

Wednesday, May 13, 2015


O trecho de Porto Feliz da Rodovia Marechal Rondon (SP-300) está recebendo mais uma obra de duplicação. A AB Colinas iniciou os trabalhos do km 140 ao km 144 e a implantação de um dispositivo de retorno no km 140. Quando esta obra estiver concluída, a SP-300 terá 70 quilômetros de rodovias ampliadas, entre as cidades de Jundiaí e Tietê.

Para o gerente de engenharia da AB Colinas, André Luchesi, a obra chega para somar aos investimentos recentes que a região vem recebendo por parte da concessionária. "Desde o ano passado a AB Colinas vem concentrando muitos esforços com importantes obras nesta região, tanto na SP-300 quanto na SP-127, que inclusive já receberam obras de duplicações nos últimos meses", declara.

Detalhes

A obra, que está no cronograma do Programa de Concessão de Rodovias do Estado de São Paulo e será fiscalizada pela Artesp (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo), tem investimento de R$ 12 milhões por meio de recursos provenientes da arrecadação do pedágio. A previsão é que os trabalhos sejam concluídos fevereiro de 2016. A obra irá beneficiar 5 mil usuários que trafegam pelo trecho diariamente e os mais de 240 mil moradores de Porto Feliz e dos municípios vizinhos como Itu e Tietê.

Nesta primeira fase, o acostamento e a faixa adicional da rodovia permanecerão interditados para o tráfego, mas não haverá desvios. O local está devidamente sinalizado e é diariamente monitorado pelas áreas de engenharia e operações da AB Colinas e também pela Polícia Militar Rodoviária.

AB Concessões I AB Colinas

A AB Concessões nasceu em 2012 da união do Grupo Italiano Atlantia (controlador), um dos maiores em concessões rodoviárias do mundo e do Grupo Bertin. Entre as principais companhias de concessão de rodovias do Brasil, a AB Concessões administra mais de 1.500 quilômetros de rodovias, sendo responsável pelas concessionárias paulistas AB Triângulo do Sol (100%), AB Colinas (100%) e Rodovias do Tietê (50%) e, no Estado de Minas Gerais, a AB Nascentes das Gerais (100%).