Familiares são os melhores exemplos para os futuros motoristas

Monday, October 8, 2018



É na infância que pais e familiares devem ensinar as crianças sobre a importância do comportamento seguro no trânsito 

Uma das principais causas de mortes acidentais entre crianças de 1 a 14 anos de idade no Brasil é o trânsito. Em 2015, 1.389 crianças dessa faixa etária morreram vítimas de acidentes de trânsito e, em 2016, 12.288 foram hospitalizadas, segundo Ministério da Saúde. Do total de mortes de crianças em acidentes de trânsito em 2015, 34% (471) ocorreram quando elas estavam na condição de ocupantes de veículo e 30% (414) foram devido a atropelamentos.

Por isso, a conduta responsável da família ao volante e sua postura cidadã, quando estão na condição de pedestres, são fundamentais à preservação da vida de todos.  Ao mesmo tempo, as crianças devem ser ensinadas a perceber o ambiente do trânsito a sua volta desde cedo. Seja no transporte até a escola ou durante uma viagem, os pais não devem se esquecer de demonstrar sempre aos pequenos um comportamento seguro e respeitoso. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Grupo Arteris, com adolescentes entre 12 e 17 anos, de todo o país, 61% dos jovens afirmaram que os pais usam celular ao volante, 57% contaram que os limites de velocidade não são respeitados e 40% revelaram que já viram os pais dirigindo após ingerir bebida alcoólica. Contudo, a pesquisa mostra que a maioria tolera essa imprudência, já que 83% consideram o comportamento deles seguro. 

Desse modo, para o desenvolvimento de uma postura responsável no trânsito é imprescindível que a família esteja realmente engajada com as boas práticas. Por meio de ensinamentos simples é possível que crianças e jovens assimilem uma nova cultura e isso fará toda a diferença para seu futuro como motorista. Mas nada disso terá valor se o primeiro e principal exemplo não começar em casa. Portanto, dê o exemplo!