Manter a saúde no volante e na vida é sempre o melhor caminho

Monday, December 10, 2018


Com a proximidade das festas de final de ano e das férias, o estresse no trânsito em ruas e rodovias cresce, mas os acidentes também 

Com mais veículos circulando durante feriados prologados de final de ano e férias, a probabilidade da ocorrência de acidentes, infelizmente, acompanha o ritmo frenético das compras e das festas. A pressão de cumprir todas as atividades no prazo, conciliando trabalho com afazeres e compromissos pessoais e sociais, pode terminar trazendo para o trânsito motoristas com altos níveis de estresse, cansados, sonolentos ou sob o efeito de álcool ou tóxicos.   

Contudo, uma das alternativas para frear esta realidade passa também por cuidar da saúde, todos os dias, pois a tarefa de dirigir exige muito do corpo. E quando não há um cuidado preventivo, aliado aos riscos de uma direção perigosa, o resultado pode ser fatal. 

Além de provocar a deterioração de funções indispensáveis à segurança ao volante, como a visão e os reflexos, o álcool, a exaustão e a sonolência diminuem também a capacidade de discernimento, estando, em geral, associado a outros comportamentos de risco, como excesso de velocidade e inobservância do uso de cinto de segurança.

Segundo o Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transportes (ICETRAN), um motorista cansado, com sono, com fome, sobre efeito de drogas e até mesmo de algum medicamento demora mais a identificar uma situação de risco e reagir. Os acidentes envolvendo motoristas que adormecem ao volante geralmente são muito sérios, porque o condutor não tem como tomar uma ação para desviar da batida ou corrigir a direção do seu veículo, sendo que, em muitos casos, quando dorme ao volante, sequer reage. 

Por tudo isso, no trânsito e na vida, o melhor caminho é cuidar bem do corpo e da mente, pois um bom motorista é também um motorista saudável.